Dia Nacional do Não Fumador assinalado na ES Viriato

Assinalou-se, no passado dia 17 de novembro o Dia Nacional do Não Fumador com a realização de uma atividade experimental,
intitulada “garrafa fumadora”, bem como uma campanha de sensibilização para a problemática dos malefícios do fumo do
tabaco.
Estiveram diretamente envolvidos os alunos de 10ºP6 e do 8ºD.
Pretendeu-se simular o que acontece aos pulmões de um fumador, alertando para os danos do fumo de tabaco, quer em fumadores ativos e quer passivos.

Parabéns a todos os não fumadores por cuidar da sua saúde!
Para todos os fumadores deixamos um link, do Grupo de Estudos para o Cancro do Pulmão, de um vídeo com 10 boas razões para também passar a ser não fumador!
https://www.youtube.com/watch?v=aAoeKc9H9lM

Equipa PES

Dia Nacional do Não Fumador

17 de novembro

Cuida-te +

No próximo dia quatro de novembro, no âmbito da candidatura efetuada ao Dispositivo 1.1 do Programa Cuida-te+ da responsabilidade do IPDJ, realizar-se-á uma palestra designada “Saúde Mental e Bem-Estar” que será dinamizada pela Dr.ª Ana Casca, psicóloga naquele Instituto.

Dia dos Jornalistas pela Paz

No dia 27 de outubro a Equipa do PES em parceria com o IPDJ, promoveu duas palestras no âmbito do programa “Escola sem Bullying” bem como do “Movimento contra o discurso de ódio”, envolvendo quatro turmas e dinamizadas pela Dr.ª Teresa Teixeira, técnica do IPDJ.

Deste modo foi evocado o Dia dos Jornalistas pela Paz.

Viriato Gamers

Um trabalho realizado no âmbito da disciplina de Cidadania e Mundo Atual (CEF 3A)

Os alunos da Turma CEF 3A, trabalhando objetivos e conteúdos integrados no Módulo I – Empregabilidade I – Comunicações e Relações Interpessoais mas também no Referencial de Educação para a Saúde, trabalharam o tema “Videojogos – diversão ou dependência?”

Os videojogos são desafiantes, estimulantes e motivadores. É fácil gostarmos deles, estar horas e horas a jogar, criar dependência, prejudicar os estudos, viver conflitos interpessoais, sofrer de isolamento social e distúrbios vários. Estaremos a falar de diversão ou doença?

O jogo, se usado com moderação, além de divertir, desenvolve várias capacidades. Transforma-se em doença quando deixamos de estar envolvidos com a realidade para ficarmos dependentes do prazer que sentimos, perdemos o controle sobre o tempo que lhes dedicamos.

Fácil foi integrar esta abordagem no âmbito da Educação para a Saúde no tema Comportamentos e Dependências e no subtema 5 – Outras Adições sem Substância (vide páginas 70 a 72 do Referencial de Educação para a Saúde  https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/Esaude/referencial_educacao_saude_novo.pdf )

Vejamos:

Uma adição sem substância é toda a conduta repetitiva que produz prazer e alívio tensional, sobretudo nas suas primeiras etapas, e que leva a uma perda de controlo da mesma, perturbando severamente a vida quotidiana, a nível familiar, laboral ou social, que pode acentuar-se no tempo e conduzir a uma dependência.

Torna-se assim importante: identificar os tipos de adições e dependências sem substância mais frequentes (videojogos); descrever e analisar as implicações das adições e dependências sem substância mais frequentes (jogo, internet, telemóvel); identificar as principais consequências das adições e dependências sem substância mais frequentes, a nível físico, psicológico, familiar, social e do rendimento escolar / laboral; identificar fatores de risco e de proteção em relação às adições e dependências sem substância de modo a conduzir à adoção de comportamentos adequados face às adições e dependências sem substância.

O produto final deste trabalho pode ser visto aqui: https://viriato.sharepoint.com/:v:/s/Section_2021_093A___CT/ETsnmvt-3PZPiLRMXIA5_lABqGiQQu8B9tNDQcm74l9H_g?e=bZLWcm

Semana da Saúde

Alimentação e Atividade Física – Enfermeiros da UCC Viseense

Semana da Saúde

Viver com VIH

Semana da Saúde

Yoga do Riso

Semana da Saúde

Saúde Oral: mais que um Sorriso!

Semana da Saúde – Sessão GASA

Á conversa sobre sexualidade