A adolescência é a passagem da infância e da família da infância ao mundo dos adultos e de todas as problemáticas que o envolvem – a separação da família, dos seus valores e das suas crenças.

Que acontece ou acontecerá quando cresces?

Se és uma rapariga…

O teu corpo prepara-se para ser o corpo de uma mulher.
Alguns órgãos especiais, as glândulas, produzem hormonas que provocam alterações no teu corpo. Assim…
… o corpo cresce muito rapidamente e, nem sempre, de forma harmoniosa.
… crescem os braços e as pernas.
… as ancas alargam, as nádegas e as coxas tornam-se mais volumosas; desenvolve-se o tecido adiposo, criando formas arredondadas.
… crescem os pelos nas axilas, na zona púbica e na vulva (têm uma função protetora).
… a pele dos órgãos genitais torna-se mais espessa e escura; os grandes e pequenos lábios vulvares aumentam.
… os ovários aumentam de volume e começam a libertar os primeiros oócitos. Ocorre a primeira menstruação- a menarca. Os órgãos genitais desenvolveram-se a passam a ser capazes de procriar: podes ser mãe.
… as mamas e os mamilos desenvolvem-se. É frequente que uma mama seja maior do que a outra até que se atinja a maturidade sexual.
… as glândulas que produzem o suor são ativadas, aumentando a transpiração em todo o corpo e o seu cheiro é mais intenso.

raparigas

Figura 1- Ao longo de toda a vida o corpo transforma-se: transformações no feminino

Se és rapaz

O teu corpo prepara-se para ser o corpo de um homem. As hormonas também provocam alterações no teu corpo. Assim…
…os braços, as pernas e os pés crescem a uma velocidade maior do que as outras partes do corpo dando-lhe um aspeto desengonçado.
… o nariz e o queixo tornam-se mais angulosos.
… surgem pelos nas axilas, na zona púbica é à volta do pénis. A barba faz-se anunciar.
… os pelos no peito, nas pernas, nos braços e por vezes nas costas, crescem e engrossam.
… a “maçã-de-Adão” pode tornar-se mais saliente e a tua voz fica mais grave (poderá ser rouca ou esganiçada).
… o pénis fica mais volumoso, aumenta de comprimento e de diâmetro e torna-se mais escuro.
… os testículos aumentam de volume e iniciam a produção de espermatozoides. Libertam-se os primeiros espermatozoides: podes ser pai.
… surge a primeira ejaculação.
… as glândulas sudoríparas são ativadas, aumentando a transpiração em todo o corpo e com cheiro mais intenso (sobretudo nos órgãos genitais e nos pés).

Figura 2- Transformações no masculino.

Adaptado de:

FRADE, A.; LAMAS, D. (1995). Crescer. Loures: APF.
PEREIRA, M.M.; FREITAS, F. (2002). Educação Sexual – Contextos de sexualidade e adolescência. 3ª edição. Porto: Edições ASA.
ROBERT, J. (2006). A minha sexualidade dos 9 aos 13. Porto: Porto Editora.

Quando o período chega na idade da brincadeira

O fenómeno é histórico. Desde que há registos, constata-se que as raparigas têm a sua primeira menstruação cada vez mais cedo, mas qual é o limite?

Em meados do século XIX, a idade média da primeira menstruação nas populações europeias era de 16 a 17 anos; entre o início do século XX e a década de 1960, verificou-se uma diminuição dos 15 para os 13 anos. Nos Estados Unidos, a diminuição entre meados do século XIX e meados do século XX foi de 17 para os 14 anos. Em estudos mais recentes, o abaixamento é documentado em vários países desenvolvidos. Na Alemanha houve uma variação de 13,3 para 13,0 anos entre 1979/80 e 1989; em Espanha parece persistir um declínio acentuado na idade da menarca, de cerca de 0,22 anos por década.

A antecipação da menarca começou por ser vista como algo positivo, um ganho civilizacional – a menstruação surgiria mais cedo porque hoje as raparigas comem melhor, têm mais acesso a cuidados de saúde, mais cuidados de higiene do que tinham no passado, enuncia a antropóloga da Universidade de Coimbra, Cristina Padez, que elaborou um estudo sobre o tema em Portugal. A culpa pode ser da obesidade nas crianças. Ou talvez não.

“A lista de potenciais fatores com influência sobre a idade da menarca descritos na literatura é vastíssima” e vai desde a genética, ao ambiente intra-uterino, à atividade física da rapariga, à sua alimentação, estado de saúde, dimensão corporal, mas também ao seu número de irmãos, ordem de nascimento, nível educacional, estatuto socioeconómico, profissão dos pais, grau de urbanização do sítio onde vive, níveis de poluição química e até o clima e altitude a que habita.

Uma coisa é certa: o que começou por ser visto como o reflexo de avanço social tende a ser entendido “como um problema”, constata Raquel Leitão, que é professora de Nutrição no Instituto Politécnico de Viana do Castelo. No seu caso, o que lhe interessou foi seguir o caminho de estudos que documentavam uma relação entre a precocidade da menarca e a obesidade na infância.

Uma marca de higiene íntima lançou pensos higiénicos para meninas dos 8 aos 12 anos.

Têm estampados estrelinhas e coraçõezinhos em verde, amarelo, azul e cor-de-rosa, padrão que parece saído de uma daquelas páginas de blocos coloridos e perfumados de meninas pequenas, mas são pensos higiénicos que parecem brinquedos. “São mais pequenos e estreitos para se adaptarem ao teu corpo”, anuncia a marca norte-americana Kotex, que tenta assim apelar às raparigas que têm a sua primeira menstruação cada vez mais cedo.

Com uma linha de produtos inicialmente dirigida às mulheres dos 14 aos 22 anos, esta marca de produtos de higiene íntima decidiu lançar este ano esta gama de pensinhos “18 por cento mais pequenos do que o tamanho normal”, que vêm em caixinhas coloridas e infantis. Têm como público-alvo raparigas dos 8 aos 12 anos, isso mesmo, dos 8 aos 12 anos.

(Adaptado de http://lifestyle.publico.pt/artigos/297297_quando-o-periodo-chega-na-idade-da-brincadeira/-1)

Para saberes mais sobre a menstruação, vê… http://ensina.rtp.pt/artigo/o-ciclo-menstrual/

One response »

  1. Directioners diz:

    muito explicativa

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s